Acidentes de trânsito diminuem durante quarentena

Rio registra queda de 40% no número de vítimas de acidentes de trânsito no mês de março

O isolamento social está salvando mais vidas do que se imagina. No Estado do Rio de Janeiro, apenas no mês de março, já no período da quarentena, houve queda de 40% no número de vítimas de acidentes de trânsito em relação ao mesmo período do ano passado. Em março de 2019, ocorreram 2.317 acidentes com vítimas, passando para 1.379 em março de 2020. No comparativo entre os meses de março e fevereiro deste ano, também houve queda de 33%. Em fevereiro, 2.044 pessoas se acidentaram no trânsito.

“O isolamento social diminui a movimentação nas ruas e é um dos fatores para a redução dos índices de acidentes. Além de centenas de vidas salvas no trânsito, esse cenário também contribuiu para desafogar hospitais e leitos de UTI tão importantes nesse momento. Mas é importante lembrar que, mesmo com essa queda, devemos manter os cuidados no trânsito. Vamos levar esse aprendizado de autocuidado e coletividade para além da quarentena”, explicou o presidente do Detran RJ, Marcello Braga Maia, recordando o tema da campanha Maio Amarelo deste ano.

Com o slogan “Perceba o risco, proteja a vida!”, a campanha propõe pequenas mudanças de hábitos no dia a dia que podem evitar acidentes no trânsito. “A gente aprendeu que gestos simples como lavar as mãos ou usar álcool em gel e máscaras podem salvar nossas vidas. Queremos que a população perceba que pequenos gestos ao volante ou ao atravessar as ruas também podem diminuir consideravelmente o número de acidentes”, disse o presidente.

Para o coordenador de Educação para o Trânsito do Detran RJ, Allan Borges, o uso desmedido dos aparelhos eletrônicos é um dos grandes responsáveis por tantos acidentes. “Celular ao volante já é a terceira maior causa de mortes no trânsito. Motofretistas muitas vezes pilotam com apenas uma das mãos no guidom porque a outra está no celular conferindo o endereço de entrega. Pedestres estão sempre com fones de ouvido ao atravessar e, dispersos, acabam se colocando em risco. Precisamos repensar essas atitudes e criar novos hábitos”, reforça Allan.

O coordenador enfatiza que, antes de entrar no carro, o motorista pode bloquear as notificações do celular para que não haja a tentação de ler mensagens ao volante. Aconselha também que o motoqueiro encoste em algum ponto seguro caso precise pesquisar algo no telefone, e que o pedestre tire os fones de ouvido ao atravessar a rua. “Quando a gente está atento, evita o risco e salva a nossa vida e a vida de outras pessoas”, diz.

Sobre o movimento Maio Amarelo

O Maio Amarelo é uma campanha internacional de conscientização da sociedade, com o objetivo de reduzir o número de mortes causadas por acidentes de trânsito. No Brasil, a campanha é coordenada pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e pelo Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV). Em 11 de maio de 2011, a ONU decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. Com isso, o mês de maio se tornou referência mundial para balanço das ações que o mundo inteiro realiza.

Este ano, a campanha será exclusivamente digital já que a Coordenação Nacional do Movimento Maio Amarelo e o Denatran adiaram as ações presenciais para setembro devido a pandemia do novo coronavírus.

Por Clariana Dantas, Maitê Rodriguez e Paulo Victor (Oficina Multimídia em Jornalismo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s